Pepe e a França: “Temos as nossas armas”

Central destacou solidariedade portuguesa como ponto-chave para a selecção nacional garantir a qualificação para a próxima fase do Euro 2020 e recusou pensar sequer noutro resultado que não seja a vitória frente à turma gaulesa.



Pepe entrou bem disposto na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com a França, esta terça-feira, e saiu com o mesmo sorriso. O central recusou pensar noutro resultado que não seja a vitória frente aos gauleses, na última jornada do Grupo F do Euro 2020 e vincou mesmo que a selecção nacional tem armas para vencer o adversário.

“Portugal tem de ser o que costuma ser sempre. Uma equipa muito solidária, aguerrida dentro de campo, pondo sempre em prática o que o seleccionador nos pede. Sabendo que vamos defrontar uma grande selecção, também temos as nossas armas. Vamos procurar atacar e tentar passar a fase de grupos a fazer o que temos demonstrado estes anos”, afirmou o defesa, que assumiu sem rodeios o sentimento do grupo após a pesada derrota com a Alemanha: “A equipa estava muito triste. Fizemos todos essa análise individual. Depois junto com o seleccionador, estamos com vontade tremenda de poder demonstrar o valor que nós temos. A equipa está bem, preparou-se bem. Estamos a desejar que chegue o jogo para colocar em prática o que somos e temos vindo a mostrar.”

Já em relação à calculadora e às contas do grupo, Pepe recusou a ideia de pensar noutra situação que não vá além do apuramento directo de Portugal: “Ganhando o jogo, estamos classificados. De nove pontos, podemos fazer seis pontos, num grupo extremamente difícil. Vamos com calma. As coisas têm de ser ditas como elas são. Temos grandes possibilidade de ganhar, porque temos jogadores para isso. Estamos no caminho certo para conseguir essa qualificação.”

Ler mais