O Benfica jogou sozinho e não ganhou. Que equipa manhosa

“Está bem que não é fácil jogar contra 11 atrás da bola mas, para um jogo desta natureza, é necessário fazer mais.”



O Benfica é mesmo fraquinho. Então joga sozinho e não consegue marcar golos? Vá, jogar sozinho não estava mas parecia que estava num treino, onde se bate a bola contra uma parede para se treinarem as recepções.

Está bem que não é fácil jogar contra 11 atrás da bola mas, para um jogo desta natureza, é necessário fazer mais. O Benfica tinha que ter encontrado mais espaços, mais linhas de passe e, consequentemente, abrir o Dínamo de Kiev para desferir golos.

Isto é de aproveitar a oportunidade. Aliás, a vida é feita de oportunidades. Vocês têm a noção de como eu consegui a minha única noite de amor? Foi aproveitar uma oportunidade! Uma oportunidade em que ela estava muito embriagada. MAS NÃO DEIXEI PASSAR.

Mas não entendo a atitude destas equipas, como a dos ucranianos hoje. Não deviam jogar com a equipa adversária? O futebol é suposto ser jogado entre as duas equipas, não apenas por uma, estando a outra: “Epá, tenta jogar. Boa sorte!”

Devem ter aprendido com os políticos portugueses, estes. “Epá, tentem impedir-nos de gamar. Boa sorte!”

Termino como terminou o jogo: eu adoro escrever para vocês. Não, afinal odeio. Não, não, afinal gosto mesmo muito. Porque o jogo foi numa direcção e, de repente, os outros marcam. Mas afinal já não é golo.

Porra, eu não aguento isto.

*Comediante e adepto do Benfica

Ler mais
PUB