Manchester United rescinde contrato com Cristiano Ronaldo

Decisão foi comunicada pelo emblema inglês, dando conta que a rescisão do contrato com o jogador português foi realizada por “mútuo acordo”, tendo “efeitos imediatos”.



Cristiano Ronaldo já não é jogador do Manchester United. A decisão foi confirmada pelo clube inglês através de um breve comunicado na sua página oficial, esta terça-feira, 22 de Novembro.

A rescisão do contrato com o internacional português foi feita por “mútuo acordo” e tem “efeitos imediatos”.

“O clube agradece a [Cristiano Ronaldo] pela sua imensa contribuição nas duas passagens por Old Trafford, marcando 145 golos em 346 partidas, e deseja-lhe, e à sua família, o melhor para o futuro”, pode ler-se no comunicado do Manchester United.

Recorde-se que, na última semana, Cristiano Ronaldo concedeu uma entrevista ao jornalista britânico Piers Morgan na qual deixou duras críticas à estrutura directiva do Manchester United, bem como ao actual treinador, Erik Ten Hag.

“Se me respeita? Acho que não me respeita como eu mereço. Mas é como é. Ten Hag quis mostrar quem era o chefe. Sempre mencionou que não fiz a pré-temporada e que tinha de esperar a minha oportunidade. Eu percebo. Não lhe vou dar pontos, mas não fez assim com todos”, afirmou.

Cristiano Ronaldo ficou também desiludido com as condições em que encontrou o clube, 13 anos depois da sua saída. “Pensei que tudo tinha mudado. Foram 13 anos. E, quando cheguei, pensava que tudo ia ser diferente, em termos de tecnologia, infra-estruturas, mas fiquei surpreendido pela negativa, porque tudo estava igual. Ole Gunnar Solskjaer tinha sido despedido, Carrick orientou a equipa dois jogos, o Chelsea estava longe... A instabilidade no clube, pararam o relógio, surpreendeu-me, não esperava. Foi duro, não o esperava”, referiu.

Ler mais