Liga dos Campeões. FC Porto vence Leverkusen (2-0) e reentra na luta pelo apuramento

Num jogo de (quase) tudo ou nada, dragões venceram após uma primeira parte com dois golos anulados e um penálti falhado para os alemães. Taremi fez as duas assistências.



O FC Porto está na luta pelo apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os dragões precisavam de vencer, em casa, o Leverkusen, e concretizaram o objectivo traçado.

No entanto, o campeão nacional passou por uma parte complicada em que teve de sofrer muito. Primeiro viu os alemães marcarem por Hudson-Odoi; contudo, o árbitro foi chamado pelo VAR e sancionou uma falta sobre (o enorme) Pepê a meio-campo.

Mesmo sobre o intervalo, o FC Porto marcou por Taremi, mas o Dragão foi da euforia à depressão depois de o VAR ter reparado numa mão de David Carmo no início da jogada. Ou seja, do golo portista passámos para uma grande penalidade favorável ao Leverkusen... desperdiçada por Schick. Mérito para Diogo Costa, que adivinhou o lado. Schick, diga-se, já tinha perdido o duelo com Diogo Costa no recente Chéquia-Portugal.

No início da segunda parte, Sérgio Conceição colocou Otávio no lugar de Bruno Costa e a verdade é que o FC Porto melhorou, teve iniciativa, com aquele ADN de muita vontade e de antes quebrar que torcer. Aos 63’, Zaidu renderia Wendel, em boa hora para o FC Porto. O nigeriano fez soltar as bandeiras aos 69’, quando concluiu ao segundo poste um belo centro de Taremi, o foco das atenções nos festejos.

Com o Leverkusen à procura do empate, Galeno sentenciou a partida aos 87’, após mais uma assistência de Taremi, numa partida em que o iraniano, Pepê e Diogo Costa estiveram num patamar acima dos colegas.

Três pontos conquistados, os primeiros nesta fase de grupos, o que permite à equipa de Sérgio Conceição igualar Leverkusen e Atlético de Madrid. Os espanhóis perderam (0-2) na Bélgica diante do Club Brugge, que lidera, destacado, o grupo, com nove pontos, três vitórias em três encontros disputados e sem qualquer golo sofrido.

Para a semana, na Alemanha, há mais um encontro em que os portistas precisam pelo menos de pontuar.

Ler mais