Jorge Mattamouros: “Se Vieira sair do Benfica, retiro imediatamente a acção”

Advogado que apresentou acção judicial para destituir os órgãos sociais dos encarnados falou com o NOVO esclarecendo que esta é uma medida “exclusivamente contra” o actual presidente do clube a Luz.



O que o levou a interpor esta acção judicial?
Esta acção, e isto é importante esclarecer, não é dirigida contra os órgãos sociais do Benfica, não é contra o Benfica. É para proteger a liberdade estatutária. Esta acção dirige-se a Luís Filipe Vieira, é uma acção exclusiva contra Luís Filipe Vieira relativamente à conduta de Luís Filipe Vieira enquanto presidente do Benfica e contra o antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral [ndr: Virgílio Duque Vieira] no que diz respeito às eleições. Mas há uma coisa que eu quero dizer: se Luís Filipe Vieira sair do Benfica e esta acção estiver a decorrer retiro imediatamente a acção.

Na acção refere que funcionários da Promovalor foram pagos com dinheiro do Benfica...
Nunca disse que os funcionários da Promovalor foram pagos com dinheiros do Benfica. O que a acção diz refere-se a uma investigação em curso na qual o Ministério Público diz que há contratos fictícios, entre 2016 e 2017, que tiveram como único propósito, e estou a citar, retirar dinheiro das contas do Benfica em numerário. O que eu acrescentei é que há prova - e que vai ser feita no processo na fase instrutória - de que parte deste dinheiro foi entregue e levantado por funcionários da Promovalor. O que a Promovalor fez com esse dinheiro não me diz respeito. Cabe a Luís Filipe Vieira explicar a legitimidade desta situação. É evidente que isto é muito sério, se houver uma explicação Luís Filipe Vieira que explique.

Porque razão Mariana Mortágua é uma das suas testemunhas?Qualquer cidadão tem direito a chamar outro cidadão para testemunhar e depor, não há nenhuma articulação. A deputada Mariana Mortágua participou na Comissão parlamentar de inquérito e acompanha há muito tempo e em detalhe problemas relativos ao Novo Banco. E parte da reestruturação da dívida pessoal de Luís Filipe Vieira é um facto relevante porque foi influenciada pela forma como o próprio Benfica amortizou a sua dívida junto do Novo Banco.

$!Jorge Mattamouros: “Se Vieira sair do Benfica, retiro imediatamente a acção”

Na acção diz que há uma causa-efeito da amortização da dívida do Benfica e da reestruturação da dívida pessoal de Luís Filipe Vieira que impediu o Benfica de atacar o pentacampeonato...
O que eu digo é que há conclusão legítima na base da prova, e o juiz aceita ou não aceita. No Verão de 2017, Luís Filipe Vieira estava muito pressionado para pagar a dívida do Benfica ao Novo Banco o mais depressa possível e isso não era necessário nos termos dos acordos conhecidos, a dívida não estava vencida. Houve no Verão de 2017 uma decisão de pagar essa dívida que não tem fundamento nos contratos, foi para ajudar na reestruturação pessoal de Luís Filipe Vieira.

Houve no Verão de 2017 uma decisão de pagar essa dívida que não tem fundamento nos contratos, foi para ajudar na reestruturação pessoal de Luís Filipe Vieira.

Podia ter feito como o Sporting, por exemplo.
Podia ter feito várias coisas diferentes. Como facto objectivo o Sporting seguiu um caminho diferente; em vez de ter acelerado o pagamento de dívida, teve um perdão de dívida de 100 milhões de euros. Não digo que Benfica devia ter feito como o Sporting fez, o que eu digo é que não há explicação jurídica para que o Benfica tenha feito pagamentos naquele momento. Descurou-se o interesse do Benfica privilegiando a amortização da dívida que não estava vencida, descurou-se o factor desportivo.

Como facto objectivo o Sporting seguiu um caminho diferente; em vez de ter acelerado o pagamento de dívida, teve um perdão de dívida de 100 milhões de euros.

Como vê o facto de candidato vencido nas últimas eleições, Noronha Lopes, que é seu cunhado, se ter distanciado da acção que interpôs no Tribunal da Comarca de Lisboa?
Vejo de uma forma natural, não há nem nunca houve qualquer articulação com João Noronha Lopes sobre esta acção. Percebo a pergunta, que é legítima, mas não vou repetir 30 vezes a resposta. Acredita quem quiser. Mas também não estamos desavindos. Há uma comunhão de objectivos e interesse em proteger o Benfica de Luís Filipe Vieira, de libertar o Benfica de Luís Filipe Vieira. A diferença é que João Noronha Lopes, de acordo com o seu comunicado, quer tentar resolver o problema do Benfica, que é Luís Filipe Vieira, através dos órgãos internos, dentro de casa. A minha opinião é de que já superámos e esgotámos os mecanismos internos. Temos uma diferença quanto à forma de chegar ao objectivo, que é comum.

A diferença é que João Noronha Lopes, de acordo com o seu comunicado, quer tentar resolver o problema do Benfica, que é Luís Filipe Vieira, através dos órgãos internos, dentro de casa. A minha opinião é de que já superámos e esgotámos os mecanismos internos.

Faz isto com algum propósito pessoal de se candidatar nas próximas eleições?
Não tenho qualquer interesse eleitoral, não tenho nenhuma intenção e não faz parte dos meus planos ser candidato no Benfica a rigorosamente nada. Estou há 12 anos nos Estados Unidos da América, tenho uma carreira estabilizada no topo da advocacia internacional e não vislumbro regressar a curto prazo regressar a Portugal.

Ler mais
PUB