Governo vai criminalizar apoios ilegais a claques

Executivo planeia avançar com um conjunto de medidas com o objetivo de combater a violência no desporto, revela o “Jornal Económico” na edição desta semana. Entre estas medidas está a ser ponderado conferir como crime público o crime de dano, agravação de coimas e o reforço da figura de gestor se segurança.



O Governo já sinalizou que irá rever nos próximos meses as leis que regem a violência no desporto e pondera avançar com um pacote de medidas para reforçar a prevenção e o combate. A notícia é avançada na edição desta semana do “Jornal Económico” e adianta que o Executivo pondera passar a criminalizar o apoio a grupos organizados de adeptos que não tenham registo válido, bem como o apoio não declarado junto da Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD) a grupos organizados de adeptos com registo válido.

De acordo com informação avançada ao JE por João Paulo Correia, secretário de Estado da Juventude e Desporto, estas medidas de “força” deverão constar do novo pacote legislativo que deverá chegar ao parlamento nas próximas semanas.

“Em cima da mesa está ainda o objetivo de propor que o crime de dano no contexto de violência do desporto passe a ser considerado crime público, bem como a medida cautelar de alargar a interdição a todos os recintos desportivos e não apenas aos estádios associados à modalidade em que se verificou a sanção de adeptos”, pode ler-se na notícia do JE.

Ler mais
PUB