FC Porto vence 18.ª Taça de Portugal e faz a dobradinha

Dragões bateram no Jamor o relegado Tondela por 3-1 com golos de Taremi (2) e Vitinha. Beirões, dadas as condicionantes, deixaram boa imagem.



O FC Porto conquistou na tarde deste domingo a 18.ª Taça de Portugal da sua história ao vencer o Tondela, no Jamor, por 3-1.

Os dragões entraram muito fortes, mas os beirões revelaram bastante acerto defensivo, permitindo muito pouco ao campeão nacional. O lance que viria a desbloquear o marcador surgiu aos 22 minutos, depois de uma grande penalidade que demorou a ser analisada. Rui Costa, o árbitro de campo, foi chamado a ver as imagens e concluiu uma de duas coisas: que Marcelo Alves tocou ou com o braço na bola ou na cara de Otávio. Ainda assim, um penálti muito discutível.

Esse lance permitiu atenuar o nervosismo do Tondela, que conseguiu solicitar duas vezes o avançado Daniel dos Anjos, mas este não teve arte para concluir nenhuma das jogadas. Sobre o intervalo, Evanilson teve um remate perigoso que saiu ligeiramente ao lado da baliza da equipa de Nuno Campos.

A perder, o treinador do Tondela fez subir as linhas e tentou arriscar um pouco, mas o risco não compensou. Numa excelente combinação com Pepê, Vitinha fez o 2-0 e, logo a seguir, mais um penálti discutível com o “patrocínio” do VAR, agora de Niasse sobre Pepê. Taremi, chamado à cobrança, fez a bola embater no poste direito.

A partir daqui, o jogo ficou mais dividido. Neto Borges reduziu com um excelente cabeceamento, aos 73’, mas, na jogada a seguir, Taremi fez o 3-1.

Aos 81’, Neto Borges voltou a poder marcar e reabrir a discussão, mas atirou à barra. E terminou aí a indefinição sobre o vencedor da segunda prova mais importante do futebol português.

Em suma, triunfo justo do FC Porto, com o Tondela a deixar uma boa imagem, condizente com o momento histórico que viveu no Jamor.

Com este resultado, o SC Braga entra directamente na Liga Europa e o Vitória Sport Clube está qualificado para as pré-eliminatórias da Liga Conferência.

Ler mais
PUB