Entusiasmo de Ronaldo no banco dá que falar

Internacional português não se controlou e esteve ao lado do treinador Ole Gunnar Solskjaer a dar indicações aos companheiros do Manchester United durante a derrota (1-2) com o Young Boys.



O Manchester United permitiu, esta terça-feira, a reviravolta do Young Boys e perdeu (1-2) na primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Cristiano Ronaldo marcou o golo dos red devils e depois de ter sido substituído não conteve o entusiasmo no banco de suplentes, um comportamento que está a dar que falar em Inglaterra, mas não é novo.

É que mesmo lesionado, na final do Euro 2016, ganha por Portugal frente à França, Cristiano Ronaldo saltou, ordenou e gesticulou por cima do seleccionador nacional Fernando Santos. Em algumas ocasiões chegou mesmo a empurrar o engenheiro... Que lhe perdoou o entusiasmo.

Desta vez, Rio Ferdinand, ex-colega de CR7 em Old Trafford e antiga glória do United, foi claro na opinião, dada à BT Sport: “Se fosse o treinador, diria para se sentar.”

Porém, também se colocou nos pés de Cristiano, que tinha marcado o único golo e queria ver os colegas em campo garantirem o triunfo – a derrota apareceu ao cair do pano (Jorgan Siebatcheu, 90+5). “Percebo-o. É apaixonado, quer ganhar e precisa de ganhar. Não consegue aguentar e se isso implicar estar ao lado do treinador a dar instruções... Que seja”, defendeu o ex-central.

Ler mais
PUB