Direitos televisivos da Liga podem chegar a 325 milhões por época

Relatório entregue pela Liga Portugal na última cimeira de presidentes faz projecção de aumento de receitas anuais entre 56 e 85%. Actualmente o valor global da Liga portuguesa ronda os 176 milhões de euros/ano, quase o mesmo que recebe um só clube em Inglaterra.



A última cimeira de presidentes focou-se na centralização dos direitos televisivos e o NOVO teve acesso ao relatório distribuído pela Liga Portugal aos líderes dos 18 emblemas do escalão maior do nosso futebol. No documento salta à vista a estimativa dada ao crescimento de receitas. Andará na ordem de 56 a 85%, com um valor global entre os 275 e os 325 milhões de euros.

Uma subida considerável, pois actualmente o bolo é de 176 milhões e a grande fatia pertence aos três grandes. E é para arrancar já a partir da próxima temporada, se tudo correr de feição, ou no máximo em 2023/24, admitem os clubes. Na próxima cimeira de presidentes, agendada para Fevereiro, espera-se que o projecto esteja já totalmente alinhavado ou perto disso.

Aliás, no relatório de 60 páginas elaborado pela Ernst & Young é feita a comparação de receitas anuais de direitos de TV entre o primeiro e o último classificados e a diferença de Portugal para as cinco principais ligas - Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França - é gritante (os dados são referentes a 2019/20, exceptuando os valores da Bundesliga, que são de 2020/21).

Na I Liga, o primeiro classificado encaixa 36 milhões e o último fica com três milhões: 12 vezes menos. Nos outros cinco campeonatos, onde os direitos já são centralizados, a diferença é muito inferior. A Premier League está no topo, onde o lanterna vermelha recebe menos 1,56 vezes que o campeão. Em Espanha, no que respeita às “Big Five”, é onde é mais agudizada a disparidade (3,75 vezes) entre o primeiro e o último.

$!Direitos televisivos da Liga podem chegar a 325 milhões por época
Ler mais
PUB