Cristiano Ronaldo na Arábia Saudita pode obrigar clubes europeus a aumentar salários, prevê DBRS

A previsão da agência de notação de crédito coloca sob pressão imediata os clubes da MLS (liga de futebol norte-americana), mas não exclui a possibilidade de obrigar os emblemas europeus a aumentar salários, algo que contraria as regras da UEFA no sentido de limitar os gastos dos clubes. Imprensa espanhola dá como certa a transferência do português para a Saudi Pro League já a 1 de Janeiro de 2023.



A eventual contratação de Cristiano Ronaldo por parte do Al-Nassr, clube da Saudi Pro League (principal competição de futebol da Arábia Saudita), poderá obrigar os clubes das grandes ligas europeias a inflacionar salários, de acordo com a previsão da DBRS a propósito de uma possível mudança do avançado português para a Arábia Saudita.

A agência de notação de crédito faz uma análise daquelas que são as limitações impostas à UEFA aos gastos dos clubes europeus nos próximos anos. “Se as receitas não tiverem um crescimento, os ordenados nos clubes europeus serão limitados. Nesse cenário, o aumento de salários aos futebolistas mais influentes poderá reduzir os plantéis e assim limitar a qualidade desses grupos de trabalho, reduzindo as diferenças para as equipas fora da Europa.

No entanto, a DBRS salienta que o investimento da Arábia Saudita no desporto poderá surgir com mais força nos desportos individuais (golfe, ténis, MMA e provas de velocidade). A médio prazo, o investimento dos sauditas em grandes estrelas do futebol poderá ser mais ameaçador para clubes da MLS (o principal campeonato de futebol dos Estados Unidos) do que para os emblemas europeus, pelo menos a médio prazo.

Cristiano Ronaldo poderá estar perto de decidir o seu futuro e na semana passada foi conhecida a oferta formal do Al-Nassr, clube da Arábia Saudita, que está interessado em garantir a sua contratação a custo zero. A proposta do Al-Nassr é de 200 milhões de euros por época, num contrato de duas épocas e meia. De acordo com informação avançada esta segunda-feira, o jornal Marca revela que o craque português irá juntar-se aos sauditas a 1 de Janeiro de 2023.

Ler mais