Benfica nega que Jesus tenha pedido para sair

O clube da Luz garante ainda que o treinador nunca se mostrou disponível para abdicar das remunerações até final da presente época.



O Benfica emitiu um comunicado, nesta sexta-feira, a negar que tenha sido Jorge Jesus a pedir para sair do Benfica, como alegou o técnico numa entrevista a um canal televisivo brasileiro.

O clube da Luz vai ainda mais longe revelando que Jesus nunca abdicou dos vencimentos até final do contrato, cujo término aponta para este mês de Junho.

”O Sport Lisboa e Benfica esclarece que em nenhum momento Jorge Jesus solicitou que o deixassem sair do Clube ou se mostrou disponível para abdicar das remunerações a que teria direito até ao final da temporada. Mais se enfatiza, de novo, que as duas partes entenderam que a rescisão por mútuo acordo era a melhor solução na defesa dos interesses do Sport Lisboa e Benfica, ficando igualmente acordado que a contratação de Jorge Jesus por parte de um novo clube implicaria a cessação de todas as obrigações contratuais que ligam as partes até ao final da actual época desportiva”, pode ler-se no comunicado do Benfica.

Recordemos, então, as declarações do treinador em solo brasileiro: “Sou eu que peço para sair (...) Jogámos no dia 23, dei folga a 24, 25 e 26 e dei treino dia 27. Nesse dia, às 23h30, ligo ao Rui Costa a dizer que queria falar com ele. Disse-lhe: ‘Hoje temos um problema difícil para ti e para mim. Não quero ser mais treinador do Benfica.’ Ele disse-me para pensar melhor: ‘Dorme bem, fala com a tua almofada. Sou presidente só há três meses, não me faças isso, por favor.’”

Foi assim que Jorge Jesus explicou a sua saída do Benfica, versão agora negada pelo Benfica.

Ler mais
PUB