André Villas-Boas vai a votos mesmo que Pinto da Costa se recandidate

Vão ser as eleições mais quentes dos últimos 40 anos. O antigo técnico portista já decidiu e vai mesmo submeter-se a sufrágio, aconteça ele quando acontecer, pois não está afastada a possibilidade de Pinto da Costa deixar a presidência antes do fim do mandato, em 2024. Rui Moreira, com um problema temporal relacionado com a autarquia, ou Vítor Baía: um deles pode ser o adversário de Villas-Boas caso seja colocado um termo no reinado dos últimos 40 anos.

A decisão está tomada: André Villas-Boas é candidato à presidência do FC Porto nas eleições que vão ter lugar em 2024. Ao que o NOVO apurou, a decisão do antigo treinador azul-e-branco não está dependente da vontade de Pinto da Costa de avançar para uma recandidatura.

Mesmo que o actual presidente portista se submeta a sufrágio, terá a oposição de Villas-Boas nas urnas. Fontes contactadas pelo NOVO garantem que, neste momento, existe um jogo de xadrez entre Pinto da Costa, e respectiva entourage, e André Villas-Boas. Porquê? Por uma razão simples e objectiva: Pinto da Costa tem dado sinais de que pode não cumprir o que resta do mandato em curso e que expira em Maio de 2024. O líder portista sabe que a idade pode levá-lo a ter de renunciar às funções que exerce desde Abril de 1982.

É neste jogo de xadrez que Pinto da Costa e André Villas-Boas se movimentam cujas jogadas são medidas ao milímetro com Rui Moreira e Vítor Baía à espreita. Nesta edição impressa desta sexta-feira, 24 de Junho, o NOVO dá a conhecer como ambos os lados estão a medir os passos a dar nos próximos tempos, em especial Villas-Boas que tomou uma decisão fulcral relacionada com o seu futuro profissional.

$!André Villas-Boas vai a votos mesmo que Pinto da Costa se recandidate
Ler mais
PUB