“Estamos atentos”. Governo não prevê novas restrições no sector da cultura mas monitoriza situação

Ministra Graça Fonseca diz que ministério está a retomar diálogo com associações e com a Direcção-Geral da Saúde para saber como proceder perante os impactos da actual vaga de covid-19.



A ministra da Cultura, Graça Fonseca, assumiu, esta terça-feira, não antever novas restrições para o sector apesar do agravamento da situação epidemiológica da covid-19 em Portugal, salvaguardando que o Governo está a monitorizar impactos da nova vaga. “Estamos atentos”, disse aos jornalistas portugueses em Bruxelas.

“Aquilo que foi aprovado em Conselho de Ministros [na passada quinta-feira] não tem novas restrições com impacto no sector cultural, [mas] neste momento estamos a retomar o diálogo com associações do sector e com a Direcção-Geral da Saúde para saber exactamente como proceder [...] perante os impactos que esta nova vaga possa ter”, revelou Graça Fonseca, frisando que, “neste momento, não se antevê novas restrições” na área cultural.

“Ao longo deste tempo todo, fomos sempre trabalhando com as associações – muito nas áreas performativas, mas não só – no diálogo com a Direcção-Geral da Saúde precisamente para, por um lado, a questão das regras que no passado tiveram que ser adoptadas, mas também para perceber os impactos económicos e sociais, [...] para o caso de serem necessárias novas medidas”, assinalou a responsável, aludindo a apoios como o Garantir Cultura.

“Estamos atentos e continuaremos atentos caso sejam necessárias novas restrições e os respectivos impactos que se venham a ter”, rematou.

Ler mais
PUB