Cultura

Entre a resistência e a frustração, o primeiro e único filme de Manuela Serra, “O Movimento das Coisas”, chega aos cinemas portugueses depois de 36 anos de invisibilidade. Para a realizadora, na conversa com o NOVO, é difícil reviver. A história do filme é, também e para sempre, uma parte dela.

PUB